• 10 de junho de 2021
  • fabricio
  • 0

Existem milhares de espécies de moscas, sendo a mosca doméstica a mais comum em áreas urbanas. Algumas espécies são transmissoras de patógenos e podem causar doenças quando pousam em locais contaminados e, posteriormente, em superfícies com utilização frequente.

Algumas das doenças associadas às moscas são: gastroenterites, febre tifóide, tuberculose, salmoneloses, parasitoses, miiases etc.

Apesar da grande variedade de aparência, todas as moscas têm a cabeça móvel, com um par de grandes olhos compostos que facilita sua defesa e, associado à presença, um par de asas e um par de halteres. Elas têm uma grande facilidade de manobrar durante o voo, o que as torna excelentes em desviar de nossos ataques.

Para se reproduzir, a fêmea coloca algumas centenas de ovos em carcaças de animais, fossas abertas, depósitos de lixo e outros locais ricos em substâncias orgânicas em decomposição. O tempo de vida das moscas varia de acordo com cada espécie e com as condições climáticas de temperatura e umidade relativa do ar.

A maioria destes insetos alimentam-se de produtos animais e vegetais em decomposição, tais como açúcar, frutas entre outros; mas para ser engolido, o alimento tem de estar líquido ou pastoso e assim sendo as moscas regurgitam enzimas sobre o alimento para dissolvê-lo antes de sugá-lo, provocando contaminações.

As espécies urbanas de maior importância no Brasil.

Estes insetos são muito ativos durante o dia e costumam descansar durante a noite. Apresentam atração pela luz UV, assim como por muitos tipos de alimentos.

As moscas que estão no ambiente representam em torno de 20% da população existente na área atacada. Os outros 80% são ovos, larvas e pupas, que estão em fase de desenvolvimento.

MEDIDAS PARA O CONTROLE DE MOSCAS

Caso esteja convivendo com estes insetos dentro de sua residência, existem telas do tipo mosquiteiros que ajudam a manter as moscas afastadas. No caso de grandes infestações ou dificuldade em resolver o problema, consulte uma Empresa Especializada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *