• 10 de junho de 2021
  • fabricio
  • 0
Informações sobre a espécie

Carrapatos são animais que se alimentam de sangue (hematófagos) pertencente ao grupo dos Aracnídeos e à ordem Acari. São de pequeno tamanho, medindo de poucos milímetros a 2 cm, dependendo da espécie e da fase de desenvolvimento que se encontram. Podem ser encontrados em diversas áreas com vegetação presente ou se abrigando em estruturas edificadas.

O sangue sugado dos hospedeiros, pelos carrapatos, tem a função de nutrir as fêmeas já fecundadas também contribui para a maturação dos ovos.

Cada fêmea pode dar origem a mais de 4.000 ovos, que serão depositados no solo e darão origem a uma nova geração, desta forma dando continuidade a um processo de infestação do ambiente.

Os carrapatos, por meio de suas picadas, são responsáveis pela transmissão de diversos agentes patogênicos que poderão provocar doenças tanto em animais quanto em seres humanos.

No homem, doenças como “Doença de Lyme” e “Febre Maculosa” podem resultar em sérias consequências, debilitando o doente e, em situações em que o diagnóstico é tardio, podem inclusive levar à morte.

Além das doenças associadas à transmissão de microrganismos pelos carrapatos, as suas picadas podem provocar processos alérgicos devido a substâncias presentes em sua saliva, podendo também, causar anemia em seus hospedeiros em função do grande consumo de sangue de forma intensa e por longos períodos.

As espécies que têm uma interação com o ser humano em áreas urbanas e rurais são:
  • Rhipicephalus sanguíneos – Carrapato do cão.
  • Amblyomma cajennense s.s – Carrapato estrela
  • Amblyomma aureolatum – Carrapato amarelo do cão.

Medidas para controle de de carrapatos

O controle de carrapatos não é tarefa muito fácil para uma pessoa sem o devido conhecimento. Uma vez detectada a presença desta praga em seu animal de estimação ou no ambiente de sua residência, será necessário tomar medidas rápidas, pois como já visto, a proliferação deste animal é bastante volumosa. Assim, ambos os tratamentos necessitam ser feitos em conjunto (tanto em seu animal quanto em seu ambiente).

No caso do animal, recomendamos buscar seu veterinário de confiança para que se proceda ao tratamento mais adequado. No que diz respeito à residência, não recomendamos o “auto-serviço” para o controle de carrapatos, pois poderá haver problemas de intoxicação dos moradores e do seu animal (que já está mais debilitado), além de possíveis manchas em seu piso. Portanto, para um controle seguro e adequado em seu ambiente residencial, recomenda-se a contratação de uma Empresa Especializada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *